sábado, 23 de novembro de 2013

CARNE CRUA

                                                Imagem: © Carmelo Blázquez Jiménez

Te espero com olhos, lábios,
coração, estômago e intestinos,
sedento da tua carne nua,
tua carne crua, minha carne sua.

Vem, fura meu peito com a força da tua palavra,
põe o gosto da tua língua
no céu da minha boca
e deixa o dia amanhecer em nós.

Traz o verão pro meu corpo,
porque só a tua presença é capaz de dissolver
os vinte invernos que assombram
meu coração de homem mortal.

(Wendel Valadares)

12 comentários:

  1. algumas presenças mudam todas as estações...

    belíssimo !!!

    ResponderExcluir
  2. Nelci Oliveira Fernandes23 de novembro de 2013 14:43

    Uhuuuuuuuuuu...! Amei !!!

    ResponderExcluir
  3. Rapaz, que fervor por aqui. Só digo: Uaaauuuuu!!!

    Gostando de ver coisas diferentes aqui!!
    hehe

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alê, o outro lado do poeta!!! hahahah

      Abração procê!!!

      Excluir
  4. Respostas
    1. Viu Val? Tá pegando fogo aqui!!! hahaha

      Excluir
    2. Tô vendo, viu! Eita piula! hahahahaha

      Excluir
  5. A M E IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!!!!!!! Inspiradíssimo!!! :)

    ResponderExcluir
  6. muito lindo ..ou melhor muito sensual..real....

    ResponderExcluir