terça-feira, 12 de junho de 2012

Sobre a intensidade


Hoje eu queria era o abraço de alguém que tem grande significado na minha vida, que desfruta de privilégios no aconchego do meu coração. Não quero ser consolado, não quero que ninguém me diga que eu estou carente, que vai passar, que a vida é assim mesmo. Ao longo desses vinte e quatro anos de vida, tudo o que eu mais tenho aprendido é que a dor passa, a tristeza passa, a solidão passa, mas que as alegrias também passam, as pessoas passam, eu passo. E é justamente porque somos todos passageiros nessa vida que se acelera cada vez mais, que eu quero a intensidade de cada momento que tenho. Se estou feliz quero ficar feliz ao extremo, quero me deliciar e me deleitar na felicidade, sem guardar nenhuma reserva de mim mesmo e que quando eu estiver triste, que eu penetre a tristeza em sua profundidade e que eu me doa inteiro de tristeza, de solidão, de carência. Eu só não quero ser privado de sentir o que eu posso, de sentir o que eu devo, de sentir o que eu preciso. A rotina exaustiva já nos deixa dormentes por demais, praticamente não temos mais tempo para viver os nossos momentos, por isso, os meus finais de semana são intensos (pelo menos pra mim). Hoje eu estou triste, amanhã eu estou feliz e agora eu estou desabafando. Aprendi a aproveitar cada milésimo de segundo do meu tempo, pago um preço que não considero tão justo, ando mais só do que pretendia, porque a maioria das pessoas não conseguem entender os meus exageros, os meus excessos, as minhas demasias e intensidades. 
Mas quero seguir assim, vivendo e afirmando as minhas verdade próprias, sem privações, sem rótulos, sem limites nos sentimentos, quero a demasia, quero o exagero de cada sentimento. Que tudo transborde em mim. Que toda essência seja intensamente experimentada no meu coração e na minha alma. Não quero passar pela vida, quero viver.

(Wendel Valadares)




Um comentário:

  1. grasyellow@hotmail.com16 de julho de 2012 18:22

    Seus poemas me fazem criar asas e voar nos meus pensamentos refletidos em cada frase lida.

    ResponderExcluir