terça-feira, 20 de janeiro de 2015

TAG: INFLUÊNCIAS LITERÁRIAS

Olá meus queridos!!!

Hoje vim responder a TAG Influências Literárias, que eu mesmo criei. 

Fiquem à vontade para respondê-la também, aqui nos comentários do Blog, no seu próprio Blog ou canal ou até mesmo no facebook, só não se esqueça de dar os devidos créditos. 

A TAG consiste em responder 5 perguntas relacionadas ao impacto que as opiniões alheias causam sobre as nossas leituras. 

Vamos lá...


1) Um livro que você leu por indicação de alguém:

Antes de nascer o mundo - Mia Couto






Li esse livro do indicação do Guilherme Antunes e da Priscila Aguiar, que na verdade me recomendaram qualquer livro do Mia Couto. Por sorte esse foi o primeiro e foi amor à primeira palavra (risos). Já li outros livros do mesmo autor e embora todos sejam espetaculares, esse continua sendo o meu preferido. 





2) Um livro que você não leu por causa da crítica de alguém:

Um útero é do tamanho de um punho - Angélica Freitas

 


Quando esse livro foi publicado eu fiquei louco para lê-lo, mas acontece que fui buscar algumas resenhas na internet eu não encontrei ninguém, ninguém que tivesse gostado ou que fizesse qualquer elogio ao livro. Eu não sou o tipo de pessoa que descarta um livro única e exclusivamente por causa da opinião de alguém, mas nesse caso, as críticas foram tão negativas que eu acabei desistindo da leitura. Quem sabe um dia, talvez, por acaso, sei lá... 





3) Um livro que você leu porque “todo mundo” estava lendo:

Todo dia - David Levithan



Eu não conhecia esse autor, mas seu livro virou uma febre entre os leitores. Praticamente todos os canais literários  e blogues que falam de livros fizeram resenha sobre ele. Eu gostei da sinopse e acabei me aventurado nessa leitura, que embora seja mais voltada para o público adolescente, não deixa de ser bem escrita e envolvente. Foi uma leitura que valeu muito à pena. 





4) Um livro que você não leu porque “todo mundo” estava lendo:

Crepúsculo - Stephenie Meyer 


Geralmente eu perco o interesse quando algo vira modinha. Não, isso não é pedantismo. Não me acho melhor ou mais culto ou mais capacitado que ninguém. Eu acabo perdendo o interesse por causa da banalização que acontece com a obra. Isso aconteceu durante um tempo com os livros do Caio Fernando Abreu, por exemplo. Mas assim que a "febre" de frases no facebook diminuiu eu comecei a ler e a gostar dos livros do Caio. Infelizmente com crepúsculo foi diferente, eu vi o primeiro filme e percebi que não é o tipo de história que me interessa, então acabei descartando a leitura. 



5) Um livro que você recomenda pra qualquer pessoa: 

O Tigre na Sombra - Lya Luft



Esse foi o primeiro livro da Lya Luft que eu li e já foi logo de cara se tornando o meu queridinho. A narrativa é bem simples e fluída, mas a reflexão que a história proporciona é sensacional. Eu descreveria esse livro em uma palavra como sendo REVELADOR. Já presenteei uns cinco ou seis amigos com ele e super indico e recomendo. Aliás, a Lya Luft se tornou uma das minhas "queridinhas" da literatura brasileira. 

4 comentários:

  1. Muito bom!!!Gostei dessa TAG, fiquei um tempão pensando, analisando...tentarei responder: 1 . A Confissão da Leoa (Indicação de Wendel ) Amei, amor a primeira palavra tbm rs, e por enquanto meu preferido do autor. 2. Não recordo de nenhum, talvez até tenha. 3. 50 Tons de Cinza (Detestei, achei horrível, estranho, mal escrito...) 4. Harry Potter (Até hoje não li, mas pretendo, ainda tenho medo de não gostar.) 5. Uma escolha difícil, eu acho, recomendaria "O Diário de Anne Frank'.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, A confissão da Leoa é uma coisa de outro mundo, né?

      Eu MORRO de vergonha de não ter lindo O Diário de Anne Frank, mas esse ano eu resolvo isso, se Deus quiser. rsrs.

      Obrigado por ter respondido.

      Beijos.

      Excluir
  2. 1) Médico de homens e de almas (Taylor Caldwell)- Li por indicação de Stella França e de outros leitores da Bibliteca de Ilhabela. É um romance sobre a história de São Lucas, evangelista. Mistura ficção e fontes de pesquisa, mas recomendo, pois a trama é linda.

    2) O código Da Vinci (Dan Brown) - Não li porque vários teólogos e estudiosos sobre o tema disseram que não tinha nada a ver e não valia a pena a leitura. Acredito neles!

    3) Saga "A Guerra dos Tronos" (George R. R. Martin) - Apesar de muito sangue, estupros e todo tipo de barbárie, é um enredo muito bem construído a cada capítulo. O autor não se perde, apesar da grande quantidade de personagens e estórias que se cruzam e muitas reviravoltas e surpresas no decorrer da trama.
    4) 50 tons de cinza (E L James) - Bem, o tema não me interessa.

    5) Cruzando o limiar da esperança (João Paulo II e Vittorio Messori) - Em outubro 1993, em ocasião dos 15 anos de pontificado, programaram uma entrevista na televisão feita por Messori ao Papa. Antes da realização da entrevista, num encontro de Messori com o Papa em Castelgandolfo, Messori disse ao Papa: "Santo Padre, precisamos de um papa, de um mestre que nos guie, não de um opinionista. Esta não é a crise da Igreja. É a crise da fé: ninguem crê mais". O Papa bateu o punho na mesa e respondeu: "Não concordo com o senhor!"
    A entrevista na televisão acabou por ser cancelada por causa dos inúmeros compromissos do Papa para o 15° aniversário da sua eleição, mas o Papa ficou interessado no projeto e alguns meses depois o Papa respondeu por escrito a todas as perguntas anteriormente formuladas e preparadas por Messori para a entrevista. Messori decidiu, com o acordo do Papa, publicar esta entrevista escrita em livro.

    ResponderExcluir
  3. Olá meus amigos, como é maravilhoso encontrar sites com este seu. Parabéns pelo belo trabalho, já estou seguindo.
    Aproveitando a oportunidade gostaria de compartilhar com você nosso
    blog. Ficaremos felizes por vossa visita e mais ainda se seguir-nos.

    AGUARDAMOS SUA VISITA

    Atenciosamente

    Josiel Dias
    http://josiel-dias.blogspot.com
    Rio de Janeiro

    ResponderExcluir