sábado, 27 de dezembro de 2014

OS CINCO COMEÇOS DE LIVROS MAIS BONITOS DE 2014

Outro dia vi uma entrevista com a escritora Nélida Piñon, onde ela comentava os inícios de livros mais bonitos que ela já tinha lido. Isso mesmo, a primeira frase, o primeiro parágrafo, o primeiro capítulo, o ponto de partida de cada leitura.

 Achei genial e é claro que fui conferir todos os livros que ela citou. Então, resolvi adaptar a ideia e listar para vocês os cinco começos de livros mais bonitos que eu li em 2014.

A escolha foi super difícil, porque esse ano eu li muita coisa bacana, então tentei buscar os que mais me marcaram, mas é claro que houveram outros tão lindos quanto. 

Vamos lá

1) Lavoura Arcaica - Raduan Nassar

"Os olhos no teto, a nudez dentro do quarto; róseo, azul ou violáceo, o quarto é inviolável; o quarto é individual, é um mundo, quarto catedral, onde, nos intervalos da angústia, se colhe, de um áspero caule, na palma da mão, a rosa branca do desespero, pois entre os objetos que o quarto consagra estão primeiro os objetos do corpo..."


2) Antes de Nascer o Mundo - Mia Couto

"A primeira vez que vi uma mulher tinha onze anos e me surpreendi subitamente tão desarmado que desabei em lágrimas. Eu vivia num ermo habitado apenas por cinco homens. Meu pai dera um nome ao lugarejo. Simplesmente chamado assim: “Jesusalém”. Aquela era a terra onde Jesus haveria de se descrucificar. E pronto, final..."

3) Tempo das Frutas - Nélida Piñon

"A bondade de proteger os viajantes, todo homem que passava pela sua porta. Agora que finalmente afugentara o medo, ou o que o representasse,ofertava-lhes o corpo, só depois restaurando a preocupação do pão, e a comida necessária. Era o seu jeito tímido de seriamente se orientar passageira na vida dos outros. Em verdade, compreendia a serenidade das coisas, sobretudo os viajantes que nem formulavam exigências que ela já não as tivesse cumprido..."

4) O Discípulo da Madrugada - Pe. Fábio de Melo

"Os descaminhos também nos fazem chegar. Ainda que nos falte discernimento para perceber, a natureza da vida é paciente com os debilitados. E não poderia ser diferente. Ela está atada ao inesgotável coração de Deus, origem de toda compaixão..." 

5) A Confissão da Leoa - Mia Couto

"Deus já foi mulher. Antes de se exilar para longe da sua criação e quando ainda não se chamava Nungu, o atual Senhor do Universo parecia-se com todas as mães deste mundo. Nesse outro tempo, falávamos a mesma língua dos mares, da terra e dos céus..."



E você, quais foram os seus começos de livros mais bonitos de 2014? 


quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

12 LIVROS PARA 2015

Olá pessoas, hoje quero compartilhar com vocês 12 livros que eu PRETENDO (quero e preciso, rs) ler no ano de 2015.

Vamos lá:

1 - O Diário de Anne Frank 
2 - A menina que roubava livros - Markus Zusak‎ 
3 - O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder 
4 - Laranja Mecânica - Anthony Burgess
5 - 1984 - George Orwell
6 - Fahrenheit 451 - Ray Bradbury
7 - Razão e Sensibilidade - Jane Austen 
8 - O Morro dos ventos uivantes -  Emily Brontë
9 - A revolução dos bichos - George Orwell
10 - O oceano no fim do caminho - Neil Gaiman
11 - Trilogia Fronteiras do Universo -  Philip Pullman
12 - Trilogia O senhor dos anéis - J. R. R. Tolkien

Claro que essas não serão as únicas leituras, mas são livros que eu tenho muita vontade de ler e que estão a um certo tempo parados na minha estante. Alguns eu nunca li por preguiça ou desânimo, como é o caso de "A menina que roubava livros". Sempre que pego o livro fico completamente desanimado e o guardo novamente. Outros eu não li por medo, como "O Mundo de Sofia". Sim, tenho medo do livro, mas esse ano vai (risos). E há aqueles em que eu morro de vergonha de nunca ter lido, como O Diário de Anne Frank  e O Morro dos ventos uivantes. 

Espero que 2015 seja um bom ano para leituras e que eu consiga zerar essa listinha (risos).

Se quiserem compartilhar comigo quais serão as suas leituras e metas para 2015, ficarei muito contente. 

Um beijo.

(Wendel Valadares)

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

DAS LIÇÕES QUE SÓ O TEMPO ENSINA



Desculpem a ausência de palavras. Nem todo cansaço é poetizável.
Assim como, às vezes, pedra é pedra mesmo, um silêncio pode ser só um silêncio. E no meio de tantas vozes desnecessárias, calar tem sido um aprendizado incomensurável.

(Wendel Valadares)

quarta-feira, 10 de setembro de 2014



Ando em busca de um ombro
disposto a acolher minhas lágrimas.

Uma palavra que interrompa
o meu silêncio,
ou
um silêncio que me
ajude a calar.

Ando em busca de um colo
que compreenda o meu
cansaço
e
mãos que saibam
acariciar.

Ando em busca
de alguém
que saiba me devolver
ou me tirar do lugar.

(Wendel Valadares)



segunda-feira, 8 de setembro de 2014

                                        Imagem: Romilda Valadares


ATENÇÃO!!! ATENÇÃO!!!

Apaguem as luzes da rua,
o céu acendeu a lua!

( Wendel Valadares )

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

DOS AMIGOS DE VERDADE

[...] Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito
Mesmo que o tempo e a distância digam "não"...

(Canção da América - Fernando Brant / Milton Nascimento )


Porque ele tem o poder
de desarmar meu coração,
tirar minhas máscaras
e me mostrar quem eu sou
de verdade.

Os olhos dele me enxergam
mais bonito do que eu realmente sou.

(Wendel Valadares)


sábado, 30 de agosto de 2014

VIVER É CÍCLICO

[...] Vede o pé do ypê apenasmente flora...

(Ypê - Belchior)




Tão bom olhar pra trás e perceber que boa parte daquela insegurança de outrora foi embora. Que as coisas não eram tão graves como imaginávamos. Que não enlouquecemos. Muito pelo contrário, continuamos sãos, vivos, abraçando novas expectativas, fazendo novos planos, dando a cara a tapas mais uma vez.

Tão bom saber que a vida é cíclica e se renova, apesar de. Que a chuva cessa um dia e o sol seca as poças. Que novas flores enfeitarão velhos jardins. Que novas crianças brincarão pelas ruas antigas. Que novos amigos se unirão aos de sempre e que juntos formaremos uma imensa corrente de gente do bem.

Tão bom saber que temos opções, temos escolhas e que escolheremos errado algumas vezes, mas que isso não nos tirará a coragem de arriscar. Que isso não nos tirará a vontade de viver. Que saltaremos do abismo quantos vezes for preciso. Que atravessaremos a ponte, que não nos deteremos na margem, que mergulharemos fundo enquanto houver fôlego.

Tão bom saber que a força do bem é infinitamente maior que qualquer mal. Que há amor suficiente espalhado por aí, fazendo mágica por aí, arrebatando novos corações por aí, mudando as pessoas por aí, arrancando sorrisos por aí. 

E apesar do medo, da solidão, dos desamores, da insegurança, das dores, a gente precisa é ter FÉ.  Fé em Deus e fé na vida. Sempre existirão dias melhores! 

(Wendel Valadares)



[Imagem retirada da internet sem restrição de uso.]

terça-feira, 26 de agosto de 2014

"É preciso ter um caos dentro de si 
para dar à luz uma estrela brilhante". 

(Nietzsche)


                                   Imagem: © Osman ARSAL

Há sempre uma beleza escondida
no meio do caos.
Para enxergá-la, muitas vezes
é preciso fechar os olhos.
Outras, basta abri-los.

(Wendel Valadares)

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

AREJAR OS CÔMODOS

                                         Imagem: © hieubom

Janelas abertas para colher a claridade do dia
e o frescor da noite.

É tempo de renovação. 

Que bons ventos tragam novas esperanças!!!

(Wendel Valadares)


domingo, 24 de agosto de 2014



Acho que eu tô gostando de você!
E aí, o que você me diz,
será que gente pode ser feliz?

(Wendel Valadares)
"[...] o sorriso já tem frase certa meu amor.."

(Roberta Campos - Estou em paz)



[...] e tem também o seu sorriso
encompridando as horas
horizontando os olhos
amanhecendo o dia...

(Wendel Valadares)

PASSAREMOS

"Todos estes que aí estão Atravancando o meu caminho, 
Eles passarão. Eu passarinho!"
(Mario Quintana)

                                    Imagem: © Marion Otterlei

Você pássara
eu, pouso.

Eu voo,
você, asa.

Árvore,
casa.

Não passará,
passaremos.

Eu pássaro,
você pássara.

Nós, ninho
Passarinho.

(Wendel Valadares)

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

MEU MANTRA



... que eu seja bom para o dia -
 que eu seja bom para o dia
que eu seja bom para o dia ...

(Wendel Valadares)

Mas tem também aquela esperançazinha
que vive dentro da gente,
mesmo nos dias mais difíceis.
E é nela que eu me agarro
pra não perder o passo,
pra não desacreditar de tudo.

Há uma voz dentro de mim que grita:
- vai ter luz, vai ter sol girassol.

(Wendel Valadares)


quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Fui crescer por ai...

(Vanessa Leonardi)



Não estranhe minha partida,
minhas asas pedem voos mais altos.

Estou buscando novos ventos.

(Wendel Valadares)

terça-feira, 19 de agosto de 2014

DOS DIÁLOGOS

"[...] Que aconteça alguma coisa bem bonita com você..."
(Caio F. Abreu)




-Alô!
- Oi, tudo bem?
- Tudo. E com você?
- Bem. Melhor agora, ouvindo sua voz.
- Você me deixa sem graça.
- E você me deixa feliz...

~

(Wendel Valadares)

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

"[...] aguardo-vos Senhor, com quietude e silêncio
com grande saudade em meu coração..."
(Santa Faustina) 

                                  Imagem: © Viktoria Haack 


- Se eu tenho medo?
Claro que tenho.

Mas tenho fé. Muita.
E esperança também.

Um dia a gente vai acordar
e vai ser primavera no mundo inteiro. 

Amém.

(Wendel Valadares) 


Há sempre um encanto
esperando pra abraçar o dia.
Para cada flor
há uma borboleta. 

                                   Imagem: © Monika Filipowicz


[...] E não importa se é segunda ou terça,
se chove ou se faz sol,
se venta ou faz calor,

o dia só vai ser bonito por fora
se você for bonito por dentro.

(Wendel Valadares)

domingo, 17 de agosto de 2014

SEMPITERNO



(Para Mario Quintana, o poeta das coisas simples)

As mãos calejadas,
feitio bruto, olhar cansado
e uma alma experimentada
no sofrimento,
mas fazia versos 
tão macios quanto
a chegada da primavera.
Era homem no mundo
e menino na vida.
Ficou tão velho,
mas nunca cresceu.
Não morreu,
virou P O E S I A

- Wendel Valadares

PARA A MOÇA DO (SOL)RISO LARGO


Camila Heloise, 

teu (sol)riso é dádiva, luz que ilumina a vida de todos os que têm o privilégio de conviver com você. 

De vez em quando os golpes duros da vida, a crueza do dias e a ingratidão das pessoas tentam inibir o teu riso. Mas não se acanhe moça, que gente como você nasceu pra superar barreiras. Gente que tem o sol na alma não tem medo da escuridão, porque sabe que um sorriso, apenas um, já é o suficiente pra dissipar as trevas e inundar o ambiente de luz. Gente como você semeia vida por onde passa. Gente como você faz florir um jardim inteiro, mesmo no mais rigoroso inverno. Gente como você, aquece, contagia, enche de esperança o coração de quem tá perto, ou mesmo de quem te acompanha de longe. 

Então moça do (sol)riso largo, nada de se deixar abater pelas dificuldades. Levanta a cabeça e segue adiante, iluminando o caminho, mostrando a direção prum monte de gente que te admira e te gosta muito. 

Te quero um bem imenso, e te desejo um dia azul e iluminado. 

"querer bem não tem beiradas..." (Guimarães Rosa) 

com afeto,

Wendel 




terça-feira, 22 de julho de 2014

A ROSA DE CARNE

                                         (Imagem retirada da internet sem restrição de uso)

Enquanto minhas mãos
se afogam no
negro mar dos teus cabelos
teus seios comprimem
meus pulmões
e é na tua boca
que eu encontro
o ar que me falta.

Tuas mãos tateiam
minha pele e inauguram
novas sensações.
Teus olhos me descobrem.
Meus olhos me traem.

[ O teu suor é chuva
sobre o meu deserto]

O meu corpo nu
percorre o teu corpo entregue
e procura entre sedas e chamas
a rosa escondida no teu jardim.

(Wendel Valadares)





sábado, 14 de junho de 2014

POSSESSÃO

                                       Imagem: © Mariya Andriichuk

Você me desata
por completo
e eu - solto, livre, fluido -
quase te absorvo.

Sua respiração ofegante
derrama um mar
de possibilidades
no meu corpo.

Seus olhos sussurram
obscenidades
e a minha pele
se arrepia inteira.

Te desejo
para além do sexo:
quero beber tua alma.

(Wendel Valadares)

quarta-feira, 4 de junho de 2014

POENOITE

                                        Imagem: © SlevinAaron

Um só pouso
acalmando a alma,
findando o dia.

Desta noite
espero mais
que o passar das horas:
alguns passos,
os braços abertos,
silêncios de vésperas.

Nós descobertos
- abertos -
renunciando o peso
do mundo.

Teu olhar ferindo
a escuridão,
antecipando a aurora.

(Wendel Valadares)

Inspirado no poema "Poemance", de Priscila Rôde
Link: http://priscilarode.com/2014/05/27/poemance/

segunda-feira, 21 de abril de 2014

INVENTÁRIO DAS COISAS QUE O TEMPO LEVOU

                                          Imagem: © Andy Prokh

Coisas que já tive e perdi:

- Um revólver de brinquedo;
- Um caderno de caligrafia;
- Um álbum de figurinhas;
- Um dente de leite
- Um domingo no parque;
- Um amor adolescente;
- Um amigo de infância;
- Um sorriso sincero;
- Uma felicidade passageira.

(Wendel Valadares)


segunda-feira, 7 de abril de 2014

MEU VÍCIO

"[...] Quero pesar feito cruz nas tuas costas
que te retalha em postas 
mas no fundo gostas 
quando a noite vem..."

(Tatuagem -Chico Buarque / Rey Guerra)

Imagem: © Benoit Courti 


Embora um adeus
tenha interrompido nosso laço,
você continua crepitando
dentro de mim.

[ chama viva que
me consome aos poucos]

Madrugadas em claro,
antiácidos, analgésicos,
Elis Regina no rádio,
lâmina cortando os pulsos:
nada me livra de você.

Dar tempo ao tempo
soa mais ameno aos ouvidos,
mas a essência
é dar dor à dor,
até que transcenda,
até que cicatrize.
Não há cura.

Nada me cura de você.

(Wendel Valadares)

Para ler e sentir ao som de Elis Regina : Tatuagem

sexta-feira, 4 de abril de 2014

EU SÓ QUERIA QUE VOCÊ SOUBESSE

"Não é fácil, não pensar em você
Não é fácil, é estranho
Não te contar meus planos, não te encontrar..."

(Não é fácil - Marisa Monte)

                                       Imagem: © Joel Robison

Eu só queria que você soubesse como é difícil conter o mar nos meus olhos quando você me invade às duas da tarde numa segunda-feira estressante. Ou quando não acorda comigo num domingo chuvoso e nostálgico. 

Eu só queria que você soubesse como é dolorido não ter que comprar aquela torta de chocolate que você adora. E o quanto eu me sinto só quando não ouço a sua voz me desejando bom dia. 

Eu só queria que você soubesse como é chato não ter que arrumar a cama de manhã pra que você não passe o dia todo brava comigo. Ou como é desgastante não precisar pedir pra você abaixar o volume da tv porque está atrapalhando a minha leitura. 

Eu só queria que você soubesse o quanto eu odeio não ter que encher a garrafa de água e colocá-la na geladeira, porque você sempre brigava comigo quando eu não o fazia. Ou o quanto é insuportável não ter que organizar as minhas gavetas de meias e cuecas para que você não reclame da bagunça. 

Eu só queria que você soubesse que eu fico completamente desconcertado só porque você não está aqui. 
Eu só queria que você soubesse como é difícil viver sem você - todo dia.
Eu só queria que você soubesse que eu te amo.
Eu só queria que não fosse tarde demais.
Eu só queria voltar atrás.
Eu só queria...
Eu queria...  

(Wendel Valadares)

Para ouvir: Marisa Monte - Não é fácil

sexta-feira, 7 de março de 2014

POEMA DE MARÇO

                                    Imagem: © Alex Stoddard

Nem o sol,
nem a lua,
muito menos
a chuva.

ANGÚSTIA:

é o que faz
o tempo parar.
É o que faz
o tempo passar.

- Wendel Valadares

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Para minha querida amiga Patrícia Vicensotti


"Às vezes ouço passar o vento; 
e só de ouvir o vento passar, 
vale à pena ter nascido...." 
(Fernando Pessoa)

                                       Foto: Patrícia Vicensotti

A delicadeza de Deus na delicadeza do gesto.
A grandiosidade da natureza na simplicidade da flor.
Nas mãos da poeta todo sopro vira poesia,
vira lembrança, magia.
Toda flor desabrocha e sorri.

Amizade é um jeito particular de lembrar - com amor.
Amar é um jeito especial de cuidar - com ternura.

Gratidão pela sua vida e pelo seu carinho!

(Wendel Valadares)

                                           Foto: Patrícia Vicensotti

domingo, 12 de janeiro de 2014

PÁGINA NOVA

                                         Imagem: © Alex Stoddard

Talvez, nesse momento sua memória percorra outros territórios e nem haja um lugar só nosso, mas do lado de cá, enquanto eu me ocupo destas palavras – na tentativa de expressar o meu sentimento – algumas lágrimas me lembram que foi bonito, mas foi finito, acabou.

Embora ainda doa, lembrar agora cura um pouco as mágoas que foram colocadas de lado, junto com as palavras não ditas.
Nos perdemos na história – que nem parecia real – e é importante revisitar nossos lugares, dessa vez com um olhar mais maduro.

Talvez caiba um perdão – no contexto. Sim, eu me perdoo por ter sido extremamente humano. Perdoe-se também, vai lhe ajudar a se sentir melhor.

Estou revisitando nossos lugares, mas preciso lhe dizer que não quero de novo esta história, estou bem agora. É, eu estou bem.

- Wendel Valadares, in: A Tradução do Silêncio.